Skip to content

Atraso crônico: o que é, os efeitos e como ser mais pontual

Atrasos repetitivos (ou atraso crônico) estão relacionados a características de personalidade, como ansiedade, insegurança e hiperatividade, e os efeitos a longo prazo são piores do que se imagina. 


Um estudo realizado na Universidade Estadual de São Francisco (EUA), conduzido pela autora Diana DeLonzor, descobriu que uma em cada cinco pessoas sofrem de Atraso Crônico:

“Atraso repetitivo é mais frequentemente relacionado a características de personalidade, tais como ansiedade ou uma propensão para a busca de emoção. Algumas pessoas são atraídas pela adrenalina do último minuto enquanto outras recebem um impulso do ego ao chegarem atrasadas para seus compromissos.”

41789wx3JTL._SX328_BO1,204,203,200_Em seu livro “Never Be Late Again: 7 Cures for the Punctually Challenged”, Diana DeLonzor diz que nossa relação com o tempo muitas vezes começa na infância e se torna um hábito enraizado: a maioria das pessoas que sofrem de atraso crônico não gosta de estar atrasada, mas é um hábito surpreendentemente difícil de superar.

4 hábitos de pessoas pontuais

Todos nós podemos aprender com aqueles que nunca se atrasam para seus compromissos. Por isso, a autora compartilha também em seu livro quatro traços de pessoas pontuais:

1. SÃO PENSADORES REALISTAS:

Pessoas com atraso crônico se engajam no que DeLonzor chama de “pensamento mágico”: se uma vez, há 10 anos, eles realizaram um tarefa em 20 minutos, eles acreditam que é o tempo que devem tomar e se esquecem das outras 99% das vezes que levaram 30 minutos.

Para desenvolver hábitos realistas é preciso reaprender a contar o tempo. Anote quanto tempo você acha que leva para tomar banho, ficar pronto na parte da manhã e dirigir até o trabalho. Em seguida, por uma semana, controle quanto tempo essas coisas realmente devem tomar.

2. AGEM COM ANTECEDÊNCIA:

Pessoas pontuais não chegam em reuniões na hora, elas chegam antes, permitindo A SI MESMOS um atraso inesperado de trânsito ou um estacionamento cheio. Elas pesquisam o trajeto e abastecem seus carros um dia antes, tudo isso para chegarem mais cedo em seus compromissos.

Em contrapartida, os que costumam se atrasar não gostam de sentir-se apressados e o atraso os torna bem estressados, MAS não se esforçam para cumprirem seus deadlines.

3. SÃO ORGANIZADOS:

Segundo o estudo, 45% de tudo o que fazemos diariamente é no piloto automático: a forma como escovamos os dentes, amarramos o cadarço e nos vestimos. Se não fossem os hábitos, levaríamos uma eternidade para passar o dia.

Os hábitos das pessoas que estão sempre em tempo são altamente estruturado. Eles analisam suas atividades diárias, estabelecem rotinas e as cumprem regularmente.

As pessoas cronicamente atrasadas, no entanto, não estruturam nada e muitas vezes sofrem de déficit de atenção e, em vez de pensarem sobre o porque de suas rotinas não funcionarem e tentarem algo diferente na próxima vez, elas simplesmente esperam que o amanhã seja melhor.

Diana DeLonzor sugere que, para que as rotinas funcionem no outro dia, devemos nos preparar bem uma noite antes.

4. SÃO CONFORTÁVEIS EM INATIVIDADE:

Como vimos antes, pessoas pontuais chegam antes para seus compromissos. Logo, sobra um tempo extra para responder e-mails, atualizar o Facebook, ler notícias ou simplesmente desfrutar de um bom tempo vago e ocioso.

Já os atrasados odeiam ficar sem fazer nada. Eles desfrutam da emoção do “último minuto” e precisam desse estimulo para produzirem.

Efeitos do atraso crônico:

Prejuízo financeiro:

Pesquisadores acreditam que 10 minutos de atraso por dia custam mais de três bilhões de dólares por ano nos Estados Unidos.  Ou seja: se você ganha 50 mil reais por ano e se atrasa dez minutos, seu prejuízo para a empresa é de 400 reais.

Faz mal à saúde:

Mesmo que a adrenalina de entregar um trabalho na última hora seja motivadora, os efeitos nocivos do estresse e ansiedade podem gerar insônia, problemas no coração e diabetes.

O que fazer?

Planeje suas tarefas um dia antes:

Vai para uma reunião com cliente logo cedo? Passe sua camisa e deixe seus sapato em lugar conveniente. Quer começar uma dieta? Prepare suas refeições antes de dormir.

O relógio não é seu inimigo:

Defina o alarme ou programe lembretes para 20 a 15 minutos antes dos compromissos. Lembre-se: ser pontual não é chegar no horário, é chegar antes.

Não realize tarefas de última hora:

Se você tem uma apresentação às 16h30 e alguém te pede algo faltando 15 minutos para seu compromisso, recuse de maneira educada. Isso evitará o estresse e ansiedade de realizar uma atividade correndo. Além disso, há grandes chances de uma das duas coisas não saírem como esperado.

Descanse:

Reserve um tempo extra de descanso, talvez uma soneca durante a tarde. Isso com certeza o ajudará a driblar a ansiedade.

Aprenda a usar o tempo:

Anote tudo o que vai fazer durante o dia e risque tudo o que já tiver conquistado; registre o tempo que gasta realizando tarefas; use bem o calendário e otimize tarefas do dia a dia.

Existem aplicativos que podem ajudar a simplificar (e gerenciar) sua vida, como o Evernote:

Crie lembretes;
Escreva suas listas e registre suas atividades;
Pesquise tudo de forma rápida;
Armazene informações: artigos da web e fotos;
Crie tabelas;
Acesse suas informações no celular, tablet e PC;
Compartilhe suas notas e cadernos.

banner_cadastro_post_blog